"Vivências". A falta de palavras serão compensadas pelas imagens. Assim é…espero

Kilas

Hoje o kilas partiu.
Aquele que um dia chegou de motorizada, dentro do blusão do meu filho, que logo impôs o seu vincado carácter, esquecendo a sua pequenez e meteu na ordem os outros animais que já viviam cá em casa. Daí o seu baptismo. (O mau da fita).
Dizem, que “ tirando a fala e a semelhança”… mas o kilas até falava.Não vai ser fácil esquecer quem viveu 17 anos em família. Fazia-nos companhia à mesa, na cama e sempre que nos sentávamos a ver Tv ou no Pc.
Não descia, só subia.
Sou a favor da eutanásia, sei que sofreu menos hoje do que sofreria se lhe prolongássemos a vida, mas não é fácil disfarçar a mágoa que o acto representa.
Não sei se os animais têm espírito. Este, eu acredito que tinha. Por isso espero que um dia nos encontremos de novo, lá onde os espíritos vivem.
Anúncios

10 responses

  1. Fizeste-me chorar!!!Eu já tinha pensado fazer o mesmo.Vou publicar também no Rau.Fica para a posteridade.ObrigadaBeijinho

    06/02/2010 às 20:09

  2. Caro José,sei o que estão a sentir, quando eramos miudos na Guiné tivemos um cão, o Kytan, ainda hoje o recordo e falo dele. Aqui onde moro também já tivemos um cão a quem dei também o nome de Kytan, quando ele se foi combinamos que não queriamos mais animais de estimação para além dos cerca de 30 pássaros, um hamster e um aquário de peixes, mas faz hoje precisamente 15 dias que o André trouxe um cachorrinho com 1 mês, é um querido, brinca muito e já gostamos todos dele. Já lhe pedi para lhe tirar uma foto para pôr no blogue, mas ainda não o fez.Sinto muito!Beijinhos,Ana Martins

    06/02/2010 às 21:43

  3. Viva,Se pensarmos bem, 17 anos é muito tempo. Com quem passamos tanto tempo e a tempo inteiro?Talvez com os nossos pais, ou com o nosso companheiro(a). É mais um ciclo que se fecha, independentemente com quem se passa. Neste caso com um animal de estimação, mas muito marcante. Realmente é de dizer mais uma vez… nunca mais.Abração.

    07/02/2010 às 17:21

  4. Caro Pai/Mae…A Liçao mais dura de Aprender nesta vida.. Aceitar e Entender o que o destino nos traz.. Parabens e Obrigado pela Lembrança/Homenagem, Fotografias e a Historia em ambos Blogs ao Nosso Amigo e Companheiro de Quatro patas. Nunca nos vamos esquecer dele, como Nunca nos esquecemos das Pessoas Que na Nossa Vida nos deram ou dao Muita Alegria, Bons Momentos ou um Ombro para nos apoiarmos quando estamos em baixo, Amor, Carinho.. ..sem pedir Nunca Algo em Troca!!Gostava de Agradecer todos os Simpaticos Comentarios dos nossos AmigosBlogers que nos suportam! Saudades, um Grande Abraço junto com um Enorme Beijao para Voçês.. Ate Breve (Prometido!)Pedro Ferreira!

    09/02/2010 às 18:34

  5. Caro Amigo José,Já tive oportunidade de vos dirigir ao Casal Ferreira umas palavras de consolo pela morte do vosso amigo "bichano Kilas". É sempre triste ver um amigo partir!Pessoalmente já por diversas vezes isso nos aconteceu cá na nossa casa e foram sempre momentos muito sofridos. Espero que com o tempo fique a saudade mas passe a tristeza.Um abraço amigo.

    10/02/2010 às 02:29

  6. Viva,A perda de algo ou alguém é sempre dura.Parece que cada despedida é sempre a pior. Já todos o sentiram e sabem do que falo.Esta foi mais uma vacina. Mas por mais que que nos sintámos preparados,nunca estaremos. Continuaremos a sentir… e muito.Abraço amigo Luís e bijos para o meu filho.

    14/02/2010 às 17:43

  7. Obrigada pelo seu comentário no blog do meu Pai (Quicas do in_er_te)…vim espreitar o link que deixou… a sua também uma história triste. também sou a favor da eutanásia e não imagino o quanto magoa… infelizmente com a Guida não houve tempo… morreu-me nos braços à porta do veterinário ainda fechado, sem que me fosse possível acabar com o seu sofrimento…

    A falta daquele mimo que muita companhia me fez em 16 anos dos meus 22 de vida nunca será colmatada…

    beijinhos e mais uma vez obrigada

    16/03/2011 às 17:21

    • Amiga,
      Acredite que o tempo ajuda, mas não vai ser fácil curar essa marca que ficará para sempre.
      Depois do kilas, prometemos não ter mais animais. Já tinhamos outro o Malato. Até este sente a falta do kilas, agora já tem outra companhia, o Fred foi abandonado e era uma carga de ossos. Nunca mais aprendemos, estas vacinas doem muito, mas não curam.
      Acredite que sinto muito pela situação.
      Abraço amigo do
      JF

      17/03/2011 às 11:28

  8. Quem já passou por algo semelhante pode, de verdade, dar o devido valor a estas perdas.
    Obrigado
    Abraços

    16/03/2011 às 17:44

    • Amigo Quicas,
      Quem nunca o passou, pode pensar montes de coisas.
      Quem o está a viver, sofre e sofre duro.
      Afinal é uma vida que se perde, companhia de todos os momentos, dia e noite.
      Ficam essas saudades.
      Não é por acaso que eu uso o nick “kilas1953”, desde que navego pela net.
      Abraço amigo do
      JF

      17/03/2011 às 11:33

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s